Análise do jogo Grand Theft Auto V


Grand Theft Auto se tornou um dos maiores nomes do entretenimento moderno. Sempre que um novo jogo da série é anunciado, a comunidade fica muito entusiasmada, já que a Rockstar Games costuma entregar ótimos títulos, principalmente quando estamos falando da sua principal franquia.

Ao longo dos anos, além de criar mapas cada vez maiores, o estúdio vem conseguindo implementar mecânicas que mudam a forma com que jogamos. Com Grand Theft Auto V a Rockstar não fez diferente, ao invés de ter um protagonista, o jogo conta com três personagens principais e todos podem ser controlados pelo jogador. Quando isso foi anunciado, houve muita curiosidade para saber como essa alternância aconteceria durante a jogatina. Fato é que a desenvolvedora criou um sistema bem simplório, fazendo com que a troca aconteça com apenas dois comandos, sem que haja necessidade de entrar no menu ou acessar alguma configuração específica. Em poucos segundos, a transição é feita e o personagem que estávamos controlando continua a sua vida normalmente. O recurso, no entanto, não está disponível logo no início, é necessário avançar na história para desbloqueá-lo.


GTA V começa com um flashback mostrando Michael e Trevor em ação durante um assalto. Enquanto tentavam fugir, Michael é atingido por um tiro e Trevor se vê obrigado a abandonar o companheiro para salvar a própria pele. Anos depois, agora no presente, acompanhamos Michael desabafando, em uma sessão de terapia, sobre sua vida frustrada e os problemas com a sua família. Assim que deixa o consultório, ele ajuda dois desconhecidos com a localização de uma casa, esta foi a primeira vez que os destinos de Franklin e Michael se cruzaram. Posteriormente, os dois novamente se encontram em uma situação inusitada e começam efetivamente a trabalhar juntos.

Logo após concluir o primeiro golpe, uma missão na casa de Michael liberará Trevor no jogo. Apenas para contextualizar, Trevor é um insano e violento produtor de metanfetamina, sendo com certeza um dos personagens mais malucos de toda a franquia. Acreditando que Michael não sobreviveu aos eventos retratados no começo do jogo, pouco a pouco ele começa a se deparar com indícios que apontam que o seu velho amigo não estava morto. No instante em que os três passam a agir juntos é que vemos o quão grandioso Grand Theft Auto V consegue ser.

Além das diferentes personalidades e histórias de vida, cada um dos personagens possui um tipo de habilidade especial. Franklin tem a capacidade de desacelerar o tempo durante manobras com automóveis, podendo evitar colisões enquanto dirige em alta velocidade; Michael consegue desacelerar o tempo durante um tiroteio, permitindo atingir os oponentes com maior facilidade; e Trevor é capaz de causar o dobro de dano nos inimigos, ao mesmo tempo em que sofre pela metade quando é atingido. Debaixo do mapa, junto com os níveis de saúde e colete, existe uma barra amarela que indica a possibilidade de fazer uso dessas habilidades. Quando está carregada no máximo, os atributos podem ser utilizados por até 30 segundos.

As grandes missões do jogo são precedidas de várias etapas: antes de propriamente iniciá-las, é preciso coletar informações e reunir os equipamentos e veículos que serão necessários. Completada a fase de planejamento, podemos iniciar aquelas que são as missões mais complexas já vistas em toda a série. Não que elas sejam extremamente difíceis (longe disso, já que o sistema de checkpoint é bem generoso), na verdade elas exigem a participação dos três protagonistas, nos obrigando a assumir o controle de Franklin, Michael e Trevor para conseguir completá-las, uma vez que cada um deles terá que executar tarefas específicas para que o grupo alcance o objetivo.

O mapa de Grand Theft Auto V é o maior já visto na franquia. A nova Los Santos é bem mais ampla e apresenta muito mais atrativos do que a cidade vista em Grand Theft Auto: San Andreas. Isso é ótimo, afinal, do que adianta ter um mapa enorme se ele for vazio e sem vida? Durante o jogo, podemos competir em corridas com veículos terrestres e aquáticos, participar de sessões de ioga, praticar esportes (como tênis, golfe e triatlo), além de outras atividades disponíveis. O título também conta com missões secundárias, que são chamadas de Estranhos e Doidos. Pensa que acabou? Ainda existem eventos aleatórios, que surgem naturalmente no mapa enquanto passamos por um local, e as miscelâneas, que contam com uma série de objetivos específicos, alguns deles envolvendo coletáveis. Já adianto que fazer 100% é uma tarefa que exige muitas horas de dedicação.

Grand Theft Auto V já é um jogo muito bonito no Xbox 360 e PlayStation 3, a Rockstar conseguiu pôr em prova todo o poder desses consoles no final da sétima geração. No Xbox One, PlayStation 4 e Windows, o título possui gráficos ainda mais refinados, a cidade conta com mais pessoas e carros nas ruas, as vegetações são mais vastas e detalhadas e a Rockstar introduziu um inédito modo de câmera: pela primeira vez na história é possível completar um GTA do início ao fim em primeira pessoa, sem fazer uso de nenhum tipo de mod. A alternância entre as visões em primeira e terceira pessoa é imediata, basta pressionar um botão.

A jogabilidade é excelente, sendo bem fluida em todas as diversas situações. O estúdio praticamente melhorou e colocou em prática tudo aquilo que deu certo nos seus jogos anteriores. A inteligência artificial é muito boa, os inimigos respondem às nossas ações e são capazes de formar pequenas estratégias para tentar nos surpreender. Durante boa parte das missões, uma trilha sonora discreta é tocada no fundo. Como de costume, enquanto dirigimos podemos sintonizar em várias estações de rádio, que contam com músicas licenciadas dos mais diversos estilos.

No tocante ao modo online, o game entrega uma das melhores experiências multiplayer que eu já tive. Embora eu não seja o tipo de jogador que se aventura muito em partidas online, o título conseguiu me apresentar uma experiência muito satisfatória, especialmente enquanto jogava com amigos. Há uma enorme quantidade de modos de jogos e missões para serem completadas, mas os golpes definitivamente foram a minha parte favorita; se assemelhando às maiores missões da campanha, aqui o grupo de jogadores precisa executar previamente missões menores para, posteriormente, poder encarar o desafio maior. Vale também destacar o vasto suporte que a Rockstar vem dando para GTA Online, adicionando frequentemente novos conteúdos gratuitos.

A única coisa que realmente me incomodou no game foi o seu tempo de loading inicial e a demora para carregar o multiplayer. Se por acaso estivermos jogando GTA Online e a internet sofrer alguma oscilação e causar a desconexão com a partida, é necessário mais uma vez esperar alguns bons segundos para poder retornar às atividades. No entanto, é algo compreensível se formos olhar o tamanho do jogo. Depois do tempo de espera, todos os demais carregamentos, especialmente no modo história, são bem rápidos.

Lançado em 2013 para PlayStation 3 e Xbox 360, Grand Theft Auto V chegou ao Xbox One e PlayStation 4 no ano seguinte; o game também ganhou uma versão para Windows em 2015. Esta análise foi feita com base nas versões de Xbox 360 e Xbox One.


Considerações finais
Fazendo constantes sátiras com o modo de vida dos estadunidenses, GTA V é mais uma obra-prima da Rockstar. O game conta com um mundo vasto, rico, cheio de opções e atividades para serem executadas. A jogabilidade beira a perfeição, apresentando quase nenhum tipo de problema. Os bugs existem, mas em momento algum me deparei com algo que chegasse a atrapalhar a minha experiência. O que pode irritar um pouco é a demora para o carregamento inicial e pequenos problemas de conexão no modo online.

GTA V é obrigatório para veteranos na série, sendo também muito recomendado para os novatos na franquia. Mesmo já tendo passado alguns anos do seu lançamento, o título ainda é uma das melhores experiências single player de mundo aberto disponíveis no mercado, além de oferecer um modo multiplayer que constantemente recebe novos conteúdos, não exigindo que o jogador pague nada a mais para ter acesso às novidades.

Nota
★★★★★ - 5 - Excelente


➜ Você pode ler análises de outros jogos clicando aqui.
Herbert Viana

Criador do Portal E7, Herbert é advogado, amante de games e séries. Gamertag/ID: "HerbertVFV". twitter

O que achou desta postagem? Encontrou algum erro? Compartilhe sua opinião!

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade