Achou que Negan ia matar apenas um dos sobreviventes do grupo de Rick? Após Daryl dar um soco no líder dos Salvadores, ele vitima outro sobrevivente: resultado final: Abraham e Glenn foras as vítimas da Lucille (taco de beisebol com arame farpado). Como se isso não bastasse, Negan ainda faz um jogo psicológico com Rick e no final diz que agora todos pertencem a ele. Avisando que dentro de uma semana estaria em Alexandria para buscar suprimentos, Negan leva Daryl consigo, pois o achou corajoso.

Após prestarem ajuda a Carol e a Morgan, conhecemos então mais uma comunidade camada de Reino. As pessoas vivem no local como se estivessem na era medieval e são governadas por uma pessoa conhecida como Rei Ezekiel. Enquanto Carol se recupera, Morgan passa a ajudar nos afazeres no local. Não demora muito e descobrimos que esta é mais uma comunidade submissa a Negan.

Daryl é levado para um local conhecido como Santuário, onde os Salvadores tem uma enorme base instalada. Vamos então conhecendo cada vez mais o vilão Negan e o destino daqueles que cruzam o seu caminho e o desafiam. Maggie acompanhada de Sasha segue em Hilltop, onde faz exames para ver como está a sua gravidez.

Após uma operação mal sucedida, Tara vai parar em na comunidade Oceanside, formada apenas por mulheres. Diferente de Alexandria, Reino e Hilltop, o grupo não é controlado por Negan, mas eles já entraram em combate contra os Salvadores, o que causou a morte de todos os homens do local. As mulheres então fugiram e se refugiaram no meio da floresta, aonde vem conseguindo sobreviver. Com um forte armamento, elas não hesitam em atirar em qualquer um que se aproxime das suas instalações.

A situação começa a desandar quando algumas pessoas sozinhas ou em pequenos grupos armam planos para matar Negan. Obviamente as tentativas resultam em falhas, já que ninguém consegue chegar facilmente até o líder dos Salvadores. Quem chegou mais perto de vitimá-lo foi Rosita, que, com uma bala caseira, atirou em direção a Negan, mas acabou acertando a Lucille. Como vingança, Negan orna que um de seus capangas mate mais um integrante de Alexandria. Para evitar mais mortes, Eugene confessa ter fabricado a bala para Rosita e Negan o leva para o Santuário.

Rick então tenta criar uma aliança com o Reino e Hilltop para que eles ataquem os Salvadores. Enquanto buscavam suprimentos, Ricky conhece outro grupo de sobreviventes: conhecido como Catadores e controlados por uma mulher chamada Jadis. Depois de muita tensão, Jadis e o grupo do lixão concordam em atacar os Salvadores, mas Rick e seu pessoal precisam conseguir mais armas. Depois de reunir forte arsenal e obter informação privilegiada, o primeiro ataque aos Salvadores é preparado e executado, provocando mais um final emocionante de temporada.


Considerações finais
O avassalador episódio de estreia da sétima temporada foi tão impactante que questões sobre a sua violência excessiva foram debatidas nos Estados Unidos. Uma pena que o restante da temporada não dá uma sequência interessante: entre o primeiro e o último episódio são poucos os acontecimentos relevantes e que realmente chamam a atenção. Apresentando novamente desenvolvimento muito lento de enredo, devido ao excesso de fragmentações, a série peca também por gastar tempo de mais com personagens que não possuem muita relevância.

A adição de novos grupos de sobreviventes e a presença marcante do imprevisível Negan trouxeram um novo ar para a série, no entanto, houve uma perda de qualidade pela falta de ousadia aliada a roteiros cansativos e sem graça. O episódio final apresenta alguns momentos épicos, mas a verdade é que a batalha contra os Salvadores ficou bem abaixo da expectativa que foi gerada. Esta é a primeira vez ao longo das sete temporadas que a nota de The Walking Dead é diminuída. Eu realmente espero que a oitava temporada seja mais intensa e sem muitas fragmentações de enredo.