Harvey Specter (Gabriel Macht), conhecido por ser o melhor negociador da cidade, é promovido a advogado sênior do escritório Pearson Hardman e agora precisa contratar um associado. O requisito para o cargo é ser advogado e ter se formado em Harvard. Enquanto fugia da polícia, Mike Ross (Patrick J. Adams) entra na sala onde estava sendo feita a seleção para se esconder.

Com o seu jeito esperto, Mike consegue participar da entrevista de emprego. Só há um problema: ele não é formado em Direito e muito menos foi aluno de Harvard. Como costumava fazer provas no lugar de outras pessoas e tinha cursado Direito por um tempo, Mike possui conhecimento jurídico e uma memória fotográfica de causar inveja. Seu talento acaba impressionando Harvey e ele decide contratá-lo.

A partir de então, Mike passa a auxiliar Harvey na condução de diversos casos do escritório, mas a ausência de formação em Direito fará com que ele enfrente alguns problemas na firma. Embora Harvey seja seu chefe, Louis Litt (Rick Hoffman) supervisiona todos os associados, ou seja, Mike também recebe ordens de Louis. Louis será uma das maiores pedras no sapato do falso advogado durante toda a primeira temporada.

Trevor Evans (Tom Lipinski) será mais um problema com o qual Mike precisará lidar. Mesmo Harvey tendo dito para seu associado se afastar de Trevor, Mike não consegue deixar seu velho amigo em apuros, o que acaba gerando consequências no seu trabalho. Apenas para contextualizar, foi Trevor quem colocou Mike na emboscada retratada no primeiro episódio da série: como precisava de dinheiro para manter o tratamento de sua avó, Mike acabou aceitando o serviço sujo que lhe foi proposto.

Enquanto Harvey aparenta ser uma pessoa que pensa só em si, Mike se comove facilmente com os casos em que eles trabalham. Ao longo dos episódios, percebemos, em pequenos gestos, que Harvey importa sim com as pessoas, apesar dele se autopromover toda vez que tem a oportunidade. Fato é que agora um depende do outro.

Com diálogos repletos de sarcasmo, Suits é uma mistura de drama e comédia. Mesmo tendo grande foco em Harvey e Mike, a série possui outros excelentes personagens, como Rachel Zane (Meghan Markle), a assistente jurídica da firma, Jessica Pearson (Gina Torres), sócio gerente da Pearson Hardman, Donna Paulsen (Sarah Rafferty), secretária de Harvey, e o próprio Louis.


Considerações finais
Apresentando o dia a dia maçante de um grande escritório de advocacia de Nova York, Suits é uma série jurídica muito bem elaborada. Enquanto Harvey e Mike trabalham juntos para resolver um caso a cada episódio, em segundo plano conhecemos um pouco da vida pessoal dos principais personagens. Desta forma, a história vai ganhando forma e se mostra cada vez mais interessante.

Lançado em junho de 2011, no canal estadunidense USA Network, o primeiro ano da atração causou uma boa impressão, principalmente pelo carisma dos personagens e por sua narrativa inteligente. Malgrado possua alguns termos jurídicos, muitos deles desconhecidos pela grande maioria das pessoas, isso não afeta diretamente a compreensão da trama. O episódio final é excelente e cria grandes expectativas para a segunda temporada.

Nota
★★★★☆ - 4 - Ótimo


Veja mais sobre Suits:

➜ Você pode ler análises de outras séries clicando aqui.