O reboot realizado pela Crystal Dynamis na franquia Tomb Raider em 2013, deu origem ao filme Tomb Raider: A Origem, lançado no ano passado. Pouco mais de um ano depois, a sequência do longa-metragem já possui data de estreia nos Estados Unidos: 19 de março de 2021.

Trazendo novamente a atriz Alicia Vikander no papel de Lara Croft, o filme finalmente encontrou um diretor: Ben Wheatley, responsável por No Topo do Poder e Kill List. Em 2014, Wheatley também dirigiu dois episódios da série britânica Doctor Who.

Tomb Raider: A Origem dividiu opiniões entre os fãs da franquia e a crítica especializada. No agregador Rotten Tomatoes o longa possui uma taxa de aprovação de 52%, sendo assim descrito: "Tomb Raider reinicia a franquia com uma pegada mais realista e uma estrela que é claramente mais do que capaz para a tarefa - porém nada disso foi bem servido por uma história de origem sem graça.".

Em razão disso, a MGM e a Warner Bros. resolveram revitalizar a narrativa e trocar a equipe de diretor e roteiristas. Assumem a produção o diretor Wheatley, ficando o roteiro à cargo da escritora Amy Jump (Free Fire: O Tiroteio e No Topo do Poder).

A adaptação de 2018 foi dirigido por Roar Uthaug e acumulou mais de 274 milhões de dólares de bilheteria em nível mundial. Sua sequência ainda não possui título nem outros detalhes oficiais.