A segunda temporada de Lost dá sequência imediata aos acontecimentos do primeiro ano da série, quando Jack (Matthew Fox), Kate (Evangeline Lilly), Locke (Terry O'Quinn) e Hurley (Jorge Garcia) conseguem explodir a porta da escotilha após usarem as dinamites encontradas no Rocha Negra. Lá dentro os sobreviventes encontrarão muitos mistérios que acabam se estendendo por toda a temporada.

Depois que o grupo decide voltar para a caverna, Locke não consegue segurar sua ansiedade e decide retornar ao local para descobrir o que há dentro da escotilha. Kate decide ir junto com ele. Como a escada que dava acesso ao local estava quebrada, Lock amarra uma corda nas árvores para que os dois possam descer. Quando Kate estava descendo, uma luz forte começa a ser emitida, fazendo com que Lock se distraia e não consiga controlar a corda que Kate estava usando para descer. Após chamar a jovem e não obter respostas, Lock vai atrás de Kate.

Dentro da escotilha, os dois encontram Desmond (Henry Ian Cusick), que em um primeiro momento acreditou que Kate e Lock eram as pessoas enviadas para ficar no seu lugar. Desmond decide trancar Kate em uma dispensa quando percebe que eles não eram quem ele esperava. Enquanto Lock contava para ele sobre a queda do avião, um estranho alerta sonoro começou a ser executado no local. Desmond ordena que Lock vá até um computador, digite os números 4, 8, 15, 16, 23, 42 e aperte a tecla execute. Assim que Lock realiza o procedimento, o alerta sonoro é interrompido e um contador de tempo na parede retorna para 108:00.

Quando Jack chega ao local e Kate consegue escapar, um tiro é disparado contra o computador. Desmond imediatamente diz que todos morrerão se o computador não for consertado. Depois de Jack pressioná-lo, Desmond revela como ele foi parar na ilha e explica que a cada 108 minutos ele tem que digitar os números para impedir o fim do mundo. Desmond ainda mostra para os sobreviventes um filme da Iniciativa Dharma explicando todo o processo que deveria ser feito naquela estação. Depois de tentar consertar o computador e não conseguir, Desmond junta seus pertences e decide fugir do local.

Sayid (Naveen Andrews) chega no local e consegue consertar o computador. Apesar de haverem opiniões diferentes sobre tudo o que existe dentro da escotilha, os sobreviventes decidem fazer turnos de revezamento para a digitação do código secreto no computador. Eles também passam a usufruir do local, que possui energia elétrica, chuveiro, cama, armas e alimentos. Ao longo da temporada, descobrimos que existem outras estações da Iniciativa Dharma espalhadas pela ilha, mas nem todas estão em perfeito estado como a que foi descoberta dentro da escotilha.

Depois que os "Outros" capturaram Walt (Malcolm David Kelley) e destruíram a jangada, Sawyer (Josh Holloway), Michael (Naveen Andrews) e Jin (Daniel Dae Kim) são levados pela maré até um outro ponto da ilha. Ao serem capturados pelo grupo de sobreviventes que estavam na calda do avião, os três são colocados dentro de um buraco. Quando Ana-Lucia (Michelle Rodriguez), líder do grupo, descobre que eles também são sobreviventes do voo 815 da Oceanic Airlines, ela ordena que eles sejam retirados do buraco e os leva, junto com o seu grupo até uma outra instalação da Iniciativa Dharma, local onde ela e os demais estavam se abrigando. Ana-Lucia decide unir o seu grupo aos sobreviventes do meio do avião. Acontece que no primeiro contato entre os dois grupos, no meio da selva, uma tragédia acaba acontecendo.

As coisas começam a ficar mais interessantes quando Michael consegue fazer contato com seu filho pelo computador da escotilha. Ele então decide ir sozinho atrás de Walt. Jack, Sawyer e Locke vão atrás Michael, mas no meio do caminho eles encontram os "Outros", que capturaram Kate quando ela estava seguindo o trio. Os sobreviventes são forçados a pararem de seguir Michael e voltar para o acampamento. Quando supostamente um dos membros dos "Outros" é capturado em uma armadilha de Rousseau (Mira Furlan), ela vai até os sobreviventes para avisá-los. Identificado como Henry Gale, o personagem é mantido como refém na escotilha. Quem seria ele? Para tentarem descobrir informações, os sobreviventes utilizam várias técnicas. Ao longo da temporada, informações importantes sobre ele são reveladas.


Considerações finais
A segunda temporada de Lost é focada na escotilha, nas estações da Iniciativa Dharma e nos "Outros". A série segue o mesmo padrão visto no ano anterior, misturando acontecimentos do presente com flashbacks que mostram como eram a vida dos sobreviventes antes da queda do avião. A única exceção é o sétimo episódio, que mostra como foram os quarenta e oito dias dos sobreviventes da cauda do avião na ilha. Assim como os demais personagens, os novos sobreviventes também possuem histórias muito interessantes.

A série mantém sua qualidade e aumenta muito o nível de mistério nesta segunda temporada. É muito interessante ver como a vida de diversos personagens estava, ainda que de forma indireta, conectadas antes do desastre aéreo. Considerando o que acontece na escotilha, a introdução de Ben (Michael Emerson) e o plano dos "Outros", o final da segunda temporada de Lost é bem enigmático.

Nota
★★★★★ - 5


Veja mais sobre Lost:
└ Análise da série Lost (1ª temporada)
└ Análise da série Lost (3ª temporada)
└ Análise da série Lost (4ª temporada)
└ Análise da série Lost (5ª temporada)
└ Análise da série Lost (6ª temporada)