Casados há mais de dez anos, Charlie (Adam Driver) e Nicole (Scarlett Johansson) estão enfrentando uma crise no seu relacionamento. Ele é um diretor de teatro que está em busca de reconhecimento, enquanto ela é uma atriz em ascensão, tendo ganhado destaque após participar de um filme para adolescentes. Nicole poderia ter construído uma carreira de sucesso no cinema, mas abriu mão disso para fazer teatro com Charlie em Nova York. Os dois trabalharam juntos em várias peças e, em muitas delas, Nicole era a grande estrela.

O filme se inicia com Charlie e Nicole descrevendo quais são as características que mais gostam no outro. O contexto para o qual esses textos foram produzidos acaba sendo inusitado, surpreendendo o espectador já nos primeiros minutos. A grande carga emocional demonstrada no início deixa bem claro qual será o caminho seguido pelo longa. Tentando resolver as coisas da forma mais tranquila possível, eles optaram por fazer um divórcio amigável com um mediador, sem a participação de advogados.

Quando Nicole vai para Los Angeles com o filho do casal, para gravar o piloto de uma série de TV, e manifesta o desejo de continuar vivendo lá, as coisas começam a tomar um novo rumo. Apesar do acordo que eles haviam feito, Nicole procura a advogada Nora (Laura Dern) após receber uma recomendação nos bastidores de gravação da série. Com isso, os dois são submetidos ao trágico processo de divórcio, onde os advogados tentam fazer de tudo para defender os interesses dos seus clientes, ainda que as partes envolvidas reprovem parte de suas ações. Questões legais passam a fazer parte da separação no exato momento em que Charlie e Nicole estão morando em costas opostas nos Estados Unidos: a distância entre Los Angeles e Nova York passa a ter grande importância no processo de separação do casal. No meio de todo esse caos, presenciamos até mesmo cenas em que ofensas pessoais trocadas entre os cônjuges.

Ao longo de duas horas e dezesseis minutos, descobrimos quais foram os fatores determinantes para o desgaste da relação do casal. Apesar de um ainda gostar do outro, ambos estavam insatisfeitos com alguns aspectos do relacionamento. Os atores Adam Driver e Scarlett Johansson entregam excelentes atuações, demonstrando a sintonia de cada um com seu respectivo personagem. O mesmo se pode dizer de Laura Dern e Ray Liotta, os advogados do casal, que mesmo tendo menos tempo de tela, acabam se destacando sempre que aparecem.

História de um Casamento (Marriage Story, no original) foi dirigido e teve o roteiro escrito por Noah Baumbach, responsável por Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe, Frances Ha e A Lula e a Baleia. O filme é baseado na relação de Baumbach com a atriz Jennifer Jason Leigh, com quem esteve casado de 2005 a 2013. Isso explica o fato do filme ser mais centrado em Charlie, muito embora o longa tenha levantado debates sobre o papel da mulher em um casamento.

Em linhas gerais, o longa-metragem mostra que o fim de um relacionamento não necessariamente precisa ser um completo rompimento dos sentimentos que as pessoas sentem uma pela outra; não é preciso deixar de gostar do outro para seguir em frente. Ademais, quando se tem um filho ainda criança, o bom relacionamento dos pais é essencial para o seu desenvolvimento. Nos divórcios, muitas vezes os filhos acabam se tornando um objeto de disputa entre os pais, momento em que eles esquecem completamente que estão decidindo o futuro de um ser humano.


Considerações finais
Muito elogiado pela crítica, História de um Casamento nos leva para dentro dos problemas enfrentados por Charlie e Nicole. Os closes nos rostos dos personagens e os momentos de silêncio entre as falas conseguem transmitir bem para o público o sofrimento vivido pelo casal. Os pequenos momentos cômicos, vindos da família de Nicole, são responsáveis por deixar o filme mais leve.

A história é bem escrita e vai se tornando cada vez mais interessante à medida que vamos conhecendo mais detalhes sobre a trama. Aliado a isto, temos excelentes atuações, boa trilha sonora, e direção e fotografia também dignas de elogio. História de um Casamento facilmente comoverá quem já esteve envolvido em um processo de divórcio litigioso, mesmo que tenha sofrido os danos desse processo de forma colateral.

Nota
★★★★☆ - 4 - Ótimo


➜ Você pode ver análises de outros filmes clicando aqui.