Por meio do site oficial de notícias do Xbox, a Microsoft revelou, hoje (24), novos detalhes sobre o Xbox Series X. Com um texto de autoria de Phil Spencer, a companhia apresentou novos detalhes sobre o seu novo console de mesa, que será lançado no final de 2020.

Segundo o líder da divisão Xbox, o Series X foi criado para apresentar um equilíbrio maior de potência e velocidade, visando oferecer mundos incríveis, dinâmicos e vivos, além de minimizar quaisquer aspectos que possam tirar o jogador da sua experiência. A Microsoft quer que os desenvolvedores tenham as ferramentas necessárias para alcançar suas ambições e possam explorar o poder do console com eficiência.

Para isto, o Series X faz uso das mais recentes arquiteturas Zen 2 e RDNA 2 da AMD, o que fornece quatro vezes o poder de processamento de um Xbox One e permite que os desenvolvedores aproveitem os 12 TFLOPS de desempenho da GPU, o que corresponde a duas vezes a capacidade do de um Xbox One X e mais de oito vezes a do Xbox One original.

O foco do novo console não é apenas desempenho, abarcando também os serviços. Além do Xbox Game Pass, que continuará recebendo os jogos da Microsoft na data do seu lançamento, a empresa prepara para o Series X um recurso chamado de Smart Delivery (entrega inteligente). Com esta tecnologia, quando o jogador comprar um jogo cross-gen, ele terá acesso à sua versão tanto no Xbox One quanto no Xbox Series X.

A Microsoft fez o compromisso de adotar o Smart Delivery em todos os títulos exclusivos do Xbox Game Studios, incluindo o Halo Infinite, garantindo que o jogador precisará comprar um título uma única vez para jogar a melhor versão disponível para o console Xbox em que escolher jogar. A tecnologia também estará disponível para os desenvolvedores e editores, e eles poderão optar por usá-la nos títulos que serão lançados primeiro no Xbox One e chegarão ao Xbox Series X posteriormente.

Confira abaixo um resumo com todas as informações que foram divulgadas:
• Processador customizado de arquiteturas Zen 2 e RDNA 2 da AMD;
• 12 teraflops de GPU;
• Suporte a até 120 fps (quadros por segundo);
• Tecnologia VSR, que otimiza o processamento gráfico para garantir uma taxa de quadros por segundo mais estável junto com a alta resolução;
• Ray tracing via DirectX acelerado por hardware, com o objetivo de oferecer iluminação realista, reflexões precisas e acústica realista em tempo real;
• SSD de próxima geração para um carregamento mais rápido;
• Recurso Quick Resume (Resumo Rápido), permitindo que o jogador deixe vários jogos em modo de suspensão, podendo retomá-los sem esperar as telas de carregamento;
• Dynamic Latency Input (DLI), que permitirá que o controle do Xbox Wireless Controller ofereça controles ainda mais precisos e responsivos;
• Suporte a HDMI 2.1;
• Retrocompatibilidade com games do Xbox, Xbox 360 e Xbox One
• Tecnologia Smart Delivery.

Novos detalhes sobre o Xbox Series X serão revelados nos próximos meses.

Veja mais sobre o Xbox Series X:
Phil Spencer revela imagem do chip usado pelo Xbox Series X
└ Xbox Series X é o novo console da Microsoft