Lançado em março de 2018, Sea of Thieves foi extremamente criticado por ter pouco conteúdo, o que tornava o jogo cansativo em poucas horas de gameplay. Para tentar corrigir esses problemas, a Rare foi aos poucos liberando uma série de atualizações gratuitas que adicionaram um número considerável de novidades no game. Foram tantas adições que o game hoje se mostra completamente diferente daquele que originalmente chegou ao mercado.

Para falar um pouco desse processo de transformação pelo qual o jogo passou nesses pouco mais de dois anos, abaixo listamos os principais recursos que foram adicionados a Sea of Thieves após o seu lançamento.

As grandes lorotas
As grandes lorotas chegaram na atualização de aniversário de um ano do jogo. As lorotas consistem em nada mais do que missões mais complexas e com um certo aprofundamento na história. As grandes lorotas costumam conter uma série de enigmas para você desvendar antes de chegar no seu objetivo principal, o que exige ainda mais trabalho em grupo. Essas missões costumam ser mais cinematográficas, contendo diálogos e cenas bem mais trabalhadas do que aquelas que costumamos ver nas missões tradicionais. Atualmente existem mais de dez lorotas no jogo e todas te recompensam por joga-las mais de uma vez.

Uma nova região
Sea of Thieves tinha um número gigantesco de ilhas, mas todas tinham visuais muito parecidos, ainda que houvesse variações de tamanho. Com atualização que chegou no final de 2018 as coisas mudaram um pouco: a região de The Devil's Roar trouxe consigo as ilhas vulcânicas. Com um design completamente diferente, as novas ilhas apresentam novas ameaças, como erupções vulcânicas, terremotos e gêiseres, além de mais variações para as missões do jogo, novos tipos de inimigos e skins personalizadas especiais daquela região.

Novos inimigos
Quando Sea of Thieves foi lançado, os únicos inimigos presentes no jogo eram os Esqueletos, que você encontra constantemente durante sua jornada. Outras ameaças existentes no mundo do game são os jogadores, que eventualmente podem cruzar com você e tentar rouba-lo, e o temido Kraken, que é uma criatura relativamente difícil de ser encontrada e representa uma certa ameaça. A quantidade pequena de oponentes foi criticada pelos jogadores, principalmente quando levamos em conta que os esqueletos sequer saem das ilhas e não é toda hora que se encontra krakens e jogadores em alto mar. A Rare então providenciou um novo inimigo para o game, Megalodon, uma grande criatura marítima que, assim como o Kraken, representa um grande perigo aos jogadores. Tempos depois, as tripulações de esqueletos chegaram ao game, levando a ameaça dos mortos-vivos para os oceanos.

Novas missões
Uma das maiores críticas era a pequena variedade de missões. Além das Grandes Lorotas, diversos novos tipos de missões foram adicionadas por meio de atualizações. Uma das grandes adições foram as missões dos xexelentos, aventuras que se desvinculam bastante do sistema de leva e traz de itens, presente na maioria das missões do jogo. As jornadas xexelentas variam completamente entrei si: algumas podem consistir em encontrar algum livro perdido em uma ilha, explodir um número específico de esqueletos, viajar para algumas ilhas específicas, dentre outros objetivos. Outra adição interessante foram as missões de contrabando de itens, que trouxeram uma dinâmica completamente diferente: se o jogador conseguir vender um objeto de forma intacta, uma grande recompensa lhe será paga. O desafio é evitar que os objetos sejam danificados durante a jornada.

Sistema de pesca
A pesca era algo que definitivamente fazia falta em um game onde o jogador passa grande parte do tempo navegando pelos mares. Felizmente, um ano após o lançamento do jogo, o recurso foi adicionado via DLC, possibilitando que o jogador tenha uma nova atividade durante os longos períodos de viagem entra uma ilha até outra. Apesar da demora, o sistema chegou em uma ótima forma, trazendo uma boa variedade de peixes. Junto com o sistema de pesca foi incorporado a facção Hunter's Call, que possibilita ao jogador vender seus peixes e também a carne de outros animais, como o porco, a cobra, além dos temidos Kraken e Megalodon. Não existe muito segredo em relação a essa facção, todo seu funcionamento consiste na venda de comida.

Modo PvP
Apesar de existir combate entre players, eles aconteciam ocasionalmente, já que o mapa do game é muito grande e não é toda hora que você esbarra com outros jogadores por aí. A dificuldade para encontrar outros jogadores deixou aqueles que buscavam uma experiência "player versus player" frustrados. Tendo em vista que muitos jogadores estavam mais interessados em PvP do que no PvE, a Rare lançou um modo inédito no jogo, chamado The Arena, onde várias tripulações se enfrentam, ao mesmo tempo, em uma pequena região enquanto tentam encontrar um tesouro enterrado.