Games baseados em Dragon Ball, uma das séries de anime e mangá de maior sucesso no mundo, são lançados desde 1986. Enquanto alguns títulos acabam sendo esquecidos, outros são eternizados entre os fãs. O melhor exemplo disso é, provavelmente, Dragon Ball Z: Budokai Tenkaichi 3, game de luta do Playstation 2 e Nintendo Wii que se tornou referência para os jogos da franquia.

Da mesma forma que foi no seu lançamento, em 2007, Dragon Ball Z: Budokai Tenkaichi 3 ainda continua sendo um jogo impressionante. Vários são os motivos para essa afirmação, mas o principal certamente é o seu modo história. Na campanha, passamos por todas as fases de Dragon Ball Z, desde a saga dos Sayajins até a conclusão do anime, na saga de Majin Boo. O jogo também trouxe para a campanha alguns momentos de Dragon Ball, além de trazer a história de Dragon Ball GT, a sequência não canônica da franquia. Como se toda essa quantidade de conteúdo não fosse o suficiente, os desenvolvedores também adicionaram ao game campanhas baseadas em diversos filmes do universo Dragon Ball, como os do Broly, Bardock, Turles e muitos outros.

Além da campanha recheada de conteúdo, Budokai Tenkaichi 3 também chama a atenção por sua jogabilidade, que acabou virando referência para os jogos subsequentes. O combate simples de aprender torna o jogo acessível e possibilita que qualquer um que for jogá-lo faça um combo e saia relativamente bem, mas domina-lo por completo não é nada fácil e exige bastante dedicação. São diversas habilidades para cada um dos personagens, todas funcionando exatamente como vemos em Dragon Ball, nos deixando com a sensação de estar verdadeiramente jogando o anime. Outro ponto de destaque no gameplay são os cenários grandes e muito bonitos - existem mais de 30 ambientes que recriam vários dos locais marcantes da saga.

Outro elemento que merece destaque são os personagens do game. São mais de 150 lutadores de Dragon Ball, ZGT dos filmes, muitos deles com várias transformações e diferentes variações. Até personagens que não tiveram tanto destaque na série, como Garlick Jr, marcam presença. O jogo também permite que jogador faça fusões, sendo possível utilizar personagens como Gogeta e Vegito. Existem também personagens que não vem diretamente desbloqueados, exigindo que o jogador completar diversas missões e desafios para poder desbloquear ainda mais lutadores.

A grande quantidade de conteúdo em Budokai Tenkaichi 3 é algo realmente admirável. Hoje, é raro vermos algum jogo de luta com tantos personagens, sem mencionar o fato da maioria deles cobrar um valor adicional para desbloquear certos lutadores. Olhando para o jogo mais recente da franquia, Dragon Ball Z: Kakarot, notamos facilmente a diferença na quantidade de conteúdo. Enquanto atualmente temos a sequência direta e canônica da franquia, Dragon Ball Super para ser explorada, além de diversos novos filmes, Kakarot apenas adaptou a saga Z, trazendo uma pequena quantidade de personagens e vendendo separadamente o conteúdo de Dragon Ball Super.

Tendo em vista o estado atual, dificilmente veremos um jogo tão completo como Dragon Ball Z: Budokai Tenkaichi 3, considerados por muitos o melhor entre as dezenas de games da franquia. O trabalho dos desenvolvedores para criar um game tão completo é louvável e foi isso que o eternizou na história dos jogos de luta.