Em 2021, a franquia Halo completa vinte anos. Tendo deixando o seu nome marcado nos jogos do gênero FPS, a série já navegou por outros ares, como estratégia em tempo real e shoot 'em up. Agora você imaginou a saga protagonizada por Master Chief ganhando um título no estilo MMORPG, como World of Warcraft? O que poucos sabem é que um jogo assim já esteve em desenvolvimento para o Xbox 360 e tem uma história muito interessante.

Chamado de "Project Titan", o objetivo dos desenvolvedores era criar um concorrente para World of Warcraft, que na época de seu desenvolvimento (2004-2007) já fazia um grande sucesso. O jogo seria ambientado na era Forerunner, período pouco explorado nos jogos, mas que é muito importante para universo e mitologia da franquia. O estúdio encarregado do desenvolvimento do game foi a Ensemble Studios, que na época era a desenvolvedor da série Age of Empires e posteriormente veio a se tornar a responsável pelo primeiro Halo Wars. Como a equipe, que estava cada vez mais em evidência, desejava trabalhar em um MMORPG, o projeto caiu perfeitamente para o estúdio.


Durante o desenvolvimento, o game chegou a ter muito conteúdo criado. A jogabilidade de "Project Titan" seria em terceira pessoa, com habilidades especiais para cada personagem e com uma espécie de sistema de mana próprio, o psion. Havia, inclusive, uma demo do combate que aparentemente continha bastante ação. Vários outros elementos do game também tinham sido ao menos pensados, como as sete classes que ele teria: Assault, Marines, Psi, Spy, Forerunner, Mimic e Rogue. Não se sabe muito sobre elas e nem se todas estariam no jogo final, mas haviam registros e alguns designs preliminares de todas as classes. Existia também várias ideias para os NPCs, as criaturas que estariam no mundo do jogo, e veículos. Por sinal, na internet é possível encontrar diversas artes conceituais referentes aos elementos anteriormente citados.

Imagens e artes conceituais de locais e objetos do jogo também não faltam na rede. Observando-as, notamos que mesmo para a época o visual do jogo já era chamativo. As artes conceituais mostravam uma boa mistura do que já estávamos familiarizados a nos mapas das fases de Halo, bem como vários outros elementos que não víamos nos jogo da franquia. Por se passar em uma época bem anterior ao do primeiro game, muitas criaturas, personagens e raças novas poderiam ter sido exploradas sem grandes problemas, o que provavelmente somaria ao já vasto e complexo universo da franquia.


Embora parecesse ser um projeto promissor, ele acabou tendo um fim infeliz e foi cancelado pela Microsoft em 2007. Essa decisão inicialmente parece muito estranha, já que no momento em que o game foi cancelado muito dinheiro e tempo já havia sido gasto nele (e potencial não era algo que faltava para o projeto). Hoje, sabemos que o cancelamento acabou ocorrendo porque a Microsoft estava interessada em fisgar um público mais casual com o Kinect, nos moldes do Nintendo Wii, e um MMORPG de uma franquia já muito complexa não seria o tipo de jogo que agradaria esse público. Não podemos deixar de mencionar o fato de que esse seria um jogo muito caro e exigiria um grande suporte pós-lançamento.

Com o cancelamento, diversas das ideias pensadas para o projeto acabaram sendo utilizadas posteriormente em outros MMORPGs, como Star Wars: The Old Republic e Warhammer Online. Infelizmente a Ensemble Studios, desenvolvedora do game, assim como o seu projeto, também não teve um fim nada feliz e acabou tendo suas portas fechadas pela Microsoft dois anos após o cancelamento do jogo. Não temos certeza se "Project Titan" influenciou ou não nessa decisão, mas o cancelamento de um jogo desse porte pesa muito para uma desenvolvedora.


Até hoje, muitos fãs da série clamam por um jogo ambientado na era Forerunner. O caminho para a criação de um spin-off permanece aberto e mesmo com o cancelamento de "Project Titan", nada impede que os conceitos idealizados para o MMORPG ainda sejam utilizados futuramente. Tudo está nas mãos da Microsoft e a 343 Industries.

Se você quiser saber maiores detalhes sobre o projeto cancelado da Ensemble Studios, confira este artigo do Halo Project Brasil.