Com um trailer cheio de novidades, incluindo um surpreendente crossover com o mundo de Piratas do Caribe, o anúncio de Sea of Thieves: A Pirate's Life chamou a atenção durante a E3 2021. Agora que essa grande atualização foi lançada, finalmente podemos descobrir se toda expectativa criada por aquele belo trailer valeu a pena.

Diferente do que muitos imaginavam, a nova DLC não trouxe apenas conteúdos de história baseados no mundo de Piratas do Caribe, junto com ela chegou uma nova leva de conteúdo, incluindo um season pass completamente inédito, novos itens cosméticos, inimigos e até uma arma nova. Nessa parte, a expansão de Sea of Thieves realmente brilhou.

O season pass, como já virou padrão no game, valoriza muito aqueles que não o adquiriram, oferecendo diversos prêmios gratuitos. O que mais surpreende são os inimigos inéditos, responsáveis por dar uma nova vida ao jogo, seja na terra ou no mar. Agora, durante as explorações, podemos encontrar sereias perigosas, fantasmas e muitos novos monstros originários do oceano.

Já na parte das novas campanhas, o épico crossover com Piratas do Caribe não conseguiu brilhar da mesma forma. Todas as cinco missões de história que chegaram ao jogo são sim muito boas, sendo um verdadeiro deleite para os fãs da franquia de piratas da Disney, mas nem tanto para os veteranos de Sea of Thieves.


Aos que estão chegando agora aos mares do jogo da Rare, sejam eles fãs ou não de Piratas do Caribe, as novas missões de história devem agradar, já que elas contam com diversos momentos marcantes, ótimos puzzles e uma narrativa divertida e fácil de acompanhar. Todas as missões parecem muito focadas em introduzir novos jogadores ao game, deixando um pouco de lado aqueles que já estavam acostumados a realizar expedições pelo título.

Para os demais jogadores, as novas campanhas oferecem sim alguns bons momentos. Toda a colisão do mundo de Sea of Thieves com o de Piratas do Caribe é extremamente bem feita e as missões introduzem muito bem os novos inimigos e a arma que chegou ao jogo. O problema é que elas não vão muito além disso.

Sea of Thieves já tinha missões de história antes da chegada de A Pirate’s Life, eram mais de 10 lorotas disponíveis, sendo que todas elas apresentavam alguma coisa nova, sejam mecânicas, puzzles ou até cenários. Nas novas lorotas, além de termos puzzles consideravelmente mais fáceis, claramente pensados para novatos, também precisamos lidar com uma estrutura de missão muito mais scriptada, feita para construir momentos épicos bem artificialmente, sem dar muita liberdade para o jogador.

No geral, essas missões funcionam muito bem para introduzir novas pessoas ao jogo e encher os olhos dos fãs de Piratas do Caribe. No entanto, faltaram momentos empolgantes que necessitem de ações do jogador, aqueles que nos dão vontade de rejogar uma missão. O destaque realmente ficou para a apresentação das novidades que chegaram ao jogo e os cenários feitos exclusivamente para as novas lorotas, que conseguem surpreender qualquer veterano do jogo. Então, valeu a pena? É claro que sim, mas dava para ser melhor!


Veja mais sobre Sea of Thieves: