Análise do jogo Forza Horizon 4


Em poucos anos, a franquia Forza Horizon se tornou uma referência quando o assunto são jogos de corrida arcade, embora também seja possível tornar o título bem mais desafiador desligando as assistências no menu. O foco sempre foi transformar o ato de dirigir em algo divertido, tanto é que tudo acontece dentro de um festival. No quarto jogo da série, voltamos a guiar nossos veículos em solo europeu, desta vez pelas ruas, avenidas, rodovias e estradas do Reino Unido.

O grande destaque de Forza Horizon 4 é a mudança climática, algo enfatizado já na abertura, quando o jogo nos dá um gostinho de como será correr no outono, inverno, primavera e verão. O mapa é sempre o mesmo, mas ele sofre transformações a cada nova estação, proporcionando pequenas mudanças na jogabilidade e entregando experiências que duram um breve período de tempo. Os ciclos se alteram a cada semana, sempre na quinta-feira, e o próprio jogo cuida de nos avisar, por meio de um cronômetro, até quando os eventos sazonais estarão disponíveis. Em cada estação temos uma lista de reprodução do festival, com vários objetivos para serem cumpridos, recompensando o jogador com prêmios.

No inverno, a baixa temperatura e a neve geram uma menor aderência dos pneus no asfalto. Como os lagos estão congelados, conseguimos acessar novas áreas e realizar provas que não estão disponíveis em outras estações. Durante a primavera, os cenários, que antes estavam cobertos por gelo, voltam a ficar coloridos e passamos a lidar com chuvas mais intensas e formação de poças de água nas pistas. O verão proporciona uma experiência parecida com o que já vimos nos títulos anteriores, com dias marcados por um sol intenso, ao passo que no outono as folhas começam a cair, resultando em belíssimos cenários, e as chuvas voltam a aparecer com uma maior frequência. Em resumo, uma mesma corrida pode ficar bem diferente com a mudança do clima, e o próprio jogo te convida a revisitar alguns eventos.

Pela primeira vez podemos definir se iremos correr com alguém do sexo masculino ou feminino. Existem quatorze opções pré-definidas para o personagem, não sendo possível alterar a cor do cabelo e outros detalhes, ficando a personalização restrita a roupas e acessórios. Isso não chega a ser um grande problema, já que o personagem aparece apenas em algumas cenas da história e nos pódios após as corridas, mas seria legal ter um grau mais profundo de modificações. A qualquer momento, abrindo o menu, somos capazes de alterar nossas escolhas, seja para o personagem, o nome pelo qual somos identificados e a placa do carro que personalizamos no começo da aventura.

Se em Forza Horizon 3 éramos o chefe do festival e tomávamos decisões importantes sobre o evento, desta vez voltamos a assumir o controle de um corredor desconhecido, tal como nos dois primeiros títulos da série. Ao concluir uma prova, recebemos pontos de influência, elemento essencial para a progressão. Além do nível geral, cada categoria de corrida apresenta os seus próprios níveis, ou seja, só é possível desbloquear novas corridas de estrada após juntarmos influência suficiente para conseguir uma promoção para a próxima rodada. O mesmo acontece com as corridas na terra, corridas de rua e cross country. As corridas de arrancada também possuem níveis, mas o número de pistas é bem limitado. Temos ainda os pontos de habilidades, que utilizamos para desbloquear bônus, permanentes ou não, nos veículos.

Diferente dos dois primeiros títulos, quando os pontos de todas as provas eram somados para nos guiar até a final do Horizon, desta vez disputamos o título de forma individualizada em cada categoria. Não há uma ordem certa para concluir os eventos, à medida que novas corridas são desbloqueadas, temos a liberdade para escolher o que iremos fazer. Os já conhecidos eventos de exibição estão de volta e mais uma vez nos levam a disputas insanas, como correr contra um trem, um avião e até um hovercraft. Dentre as várias provas disponíveis, duas estão diretamente relacionadas com o mundo dos games: uma corrida de rua temática de Cyberpunk 2077 e um evento de exibição de Halo.

Com relação às atividades disponíveis, a principal novidade são as Histórias do Horizon, uma série de desafios que proporcionam uma experiência nunca antes vista na franquia. Nelas, assumimos o papel de dublê e emprestamos nossas habilidades para as gravações de um filme, trabalhamos como motorista de entregas, motorista de táxi, participamos de um documentário que nos permite conhecer mais sobre a história do automobilismo britânico, dentre outros. Em todas as histórias, devemos executar algum objetivo antes de um tempo determinado. Essa adição torna o jogo ainda mais variado e aumenta a já enorme quantidade de coisas disponíveis para serem feitas.

Mais do que simplesmente participar de corridas, Forza Horizon sempre incentivou o jogador a explorar o mapa e ir atrás de placas e carros abandonados. Como quase tudo em Forza Horizon 4 é destrutível, cortar caminho nunca ficou tão fácil, apenas tome cuidado para não bater o seu carro em uma árvore. Torne tudo ainda mais agradável sintonizando em uma das seis estações de rádio disponíveis, curta uma ótima seleção de músicas e acompanhe os locutores carismáticos contarem tudo o que está acontecendo no festival. Como cada estação tem um estilo musical, alguma delas certamente irá te agradar. O rádio do meu carro geralmente está sintonizado na Horizon Pulse ou na Horizon Bass Arena.

Sempre que iniciamos o game, somos conectados a uma sessão online com outros players, tornando o mundo verdadeiramente vivo. Também há a opção de jogar toda a campanha em modo offline, basta fazer a alternância no menu. Ao iniciar uma corrida, podemos convidar os jogadores da nossa sessão ou seguir em modo solo, competindo contra os drivatars. No multiplayer, além dos recursos já conhecidos, temos a adição do Eliminador, um battle royale que nos coloca para disputar corridas mata-mata com outros jogadores, à medida em que o mapa vai ficando cada vez menor, e o Super 7, um baralho em que podemos completar desafios criados por outros jogadores em troca de recompensas.

Visualmente, o título é impressionante, com ambientes e veículos ricos em detalhes. Com a mudança das estações, percebemos o cuidado que o estúdio teve para implementar todas as mudanças no cenário. A parte sonora também não deixa nada a desejar, seja no tocante ao motor, as derrapadas na pista e o próprio som do ambiente. Como a jogabilidade segue o excelente padrão visto nos seus antecessores, dirigir pelo Reino Unido é uma experiência verdadeiramente prazerosa.

Desenvolvido pela Playground Games, Forza Horizon 4 foi lançado em 2018 para PC e Xbox One, sendo otimizado para o Xbox Series em 2020. Esta análise foi feita com base na versão do Xbox One.


Considerações finais
A cada novo jogo, a Playground Games vem refinando a fórmula que fez Forza Horizon se consagrar como uma das melhores franquias de corrida dos últimos anos. São muitos os fatores responsáveis por tal êxito e é muito bom ver que o estúdio se propõe a fazer novas coisas sem perder a essência. O resultado é que a cada novo lançamento, encontramos uma seleção de eventos divertidos e que são capazes de fazer com que facilmente percamos a noção do tempo. Oferecendo configurações e ajustes para todos os gostos, o título pode ser encarado por qualquer tipo de jogador.

As mudanças climáticas funcionam mais do que uma simples alteração no ambiente, elas efetivamente transformam o mundo do game e a forma com que os carros se comportam. Até é possível dirigir sem os pneus adequados para a neve, mas há uma diferença na jogabilidade quando o veículo está preparado para disputar corridas no inverno. Com uma variedade de carros e terrenos, faça escolhas inteligentes e desfrute de uma enorme quantidade de eventos, que certamente te prenderão por um período considerável.

Nota
★★★★★ - 5 - Excelente



➜ Você pode ler análises de outros games clicando aqui.
Herbert Viana

Criador do Portal E7, Herbert é advogado, amante de games e séries. Gamertag/ID: "HerbertVFV". twitter

O que achou desta postagem? Encontrou algum erro? Compartilhe sua opinião!

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade

Veja também