Você sabia que não devemos ligar as  fontes de energia ou fontes de alimentação em um estabilizador? Isso acontece porque as fontes trabalham em uma velocidade diferente do estabilizador, e já corrigem a tensão elétrica. Quando ligamos a fonte em um estabilizador, o estabilizador tenta corrigir tensão elétrica que a fonte já corrigiu (o trabalho de correção de voltagem da fonte é bem mais rápido que a do estabilizador), desta forma, a fonte vai trabalhar dobrado. Em outras palavras, quando a fonte corrige a voltagem, o estabilizador levará alguns décimos de segundo a mais para corrigir, desta forma a  fonte terá que trabalhar dobrado para corrigir novamente a voltagem.

Ligando a fonte de alimentação no estabilizador, ela vai ficar sobrecarregada e será força a trabalhar de uma maneira que ela não deveria, fazendo com que a sua vida útil possa diminuir bastante. O estabilizador não possui tanta eficácia como a maioria das pessoas pensam, a sua principal função é queimar no lugar do seu eletrônico. Se você quer realmente uma segurança para seus eletrônicos, é recomendável o uso de um no-break.

Agora se você não está interessado em pagar um preço maior para ter um no-break, o ideal neste caso seria ligar a fonte de alimentação em um filtro de linha (que assim como o estabilizador possui um fusível, porém o filtro de linha não sobrecarregará sua fonte). Vale lembrar que o que foi descrito nesta página vale também para os aparelhos eletrônicos que possuem uma fonte de alimentação interna, como por exemplo os computadores.