Durante uma reunião com investidores, a Ubisoft anunciou que três dos seus próximos lançamentos serão adiados. Os jogos afetados pela medida da empresa são Watch Dogs Legion, Rainbow Six Quarantine e Gods & Monsters.

Yves Guillemot, co-fundador e diretor executivo da Ubisoft, disse que a decisão de adiar os games tem como objetivo permitir que "as equipes tenham mais tempo de desenvolvimento para garantir que as respectivas inovações sejam perfeitamente implementadas para entregar as melhores experiências aos jogadores".

Watch Dogs Legion tinha o lançamento marcado para o dia 6 de março de 2020, Gods & Monsters chegaria no dia 25 de fevereiro, e Rainbow Six Quarantine ainda não tinha uma data definida, mas estava sendo prometido para o primeiro trimestre de 2020. Com os adiamentos, os três jogos somente deverão ser lançados no próximo ano fiscal da empresa, período compreendido entre abril de 2020 e março de 2021.

 "Embora cada um dos games já tenha uma forte identidade e alto potencial, queremos que as nossas equipes tenham mais tempo de desenvolvimento para garantir que as respectivas inovações sejam perfeitamente implementadas para entregar as melhores experiências aos jogadores. Essa decisão terá um impacto significativo nos nossos resultados financeiros para esse ano fiscal e vai contra nossos recentes sucessos em construir um modelo de desenvolvimento mais estável. No entanto, está de acordo com a nossa estratégia de exponencializar o futuro valor das nossas marcas para o benefício a longo-prazo dos nossos funcionários, jogadores e investidores. Esperamos ter um impacto positivo no nosso desempenho financeiro em 2020-21.", disse Yves.

A medida foi tomada menos de um mês após o lançamento de Tom Clancy's Ghost Recon Breakpoint, ocorrido no último dia 4Ghost Recon Breakpoint não foi bem recebido pela mídia especializada e ganhou muitas críticas dos jogadores, que consideraram o game repetitivo e cheio de problemas. Outro jogo que teve resultado abaixo do esperado foi Tom Clancy's The Division 2, lançado em fevereiro deste ano.

"Não capitalizamos o máximo do potencial com os mais recentes lançamentos AAA. Para Ghost Recon Breakpoint, embora a qualidade do game estivesse em linha - baseado na E3, Gamescom, previews e nossos últimos testes internos - a recepção crítica e vendas durante as primeiras semanas do game foram desapontantes. Como fizemos com títulos passados, continuaremos prestando suporte ao game e ouvindo a comunidade para entregar as melhorias necessárias.", afirmou o diretor executivo da Ubisoft.

Ainda sobre Ghost Recon Breakpoint, Guillemot disse que a companhia identificou três fatores que resultaram no baixo desempenho do título: "Primeiro, é difícil gerar interesse em uma sequência de game multiplayer online quando os jogos anteriores têm o benefício de anos de otimização. Consequentemente, precisamos assegurar que haja mais tempo entre cada título de games multiplayer online. Segundo, nossa estratégia de introduzir inovações de gameplay nos nossos games tem tido um impacto muito positivo nas nossas marcas. No entanto, para conquistar os jogadores, estas inovações precisam ser implementadas perfeitamente para garantir a melhor experiência. Isso ainda não foi suficiente para Ghost Recon Breakpoint. Embora a mudança de fórmula tenha sido bem recebida por alguns jogadores, com uma média diária de gameplay em torno de três horas, também foi fortemente rejeitado por uma porção significativa da comunidade. Por fim, Ghost Recon Breakpoint não veio com fatores diferenciais o suficiente, o que preveniu que as qualidades intrínsecas do game sobressaíssem.".

Os adiamentos do primeiro trimestre de 2020 não se limitam aos games da Ubisoft. A Sony também alterou a data de lançamento de The Last of Us Part II.