Em 2001, foi lançado para Xbox o primeiro jogo de uma saga que viria se tornar uma das mais importantes da indústria dos videogames. Halo logo se tornou referência entre os jogos de tiro em primeira pessoa e um dos carros chefes da marca Xbox. No fim desse ano, Halo Infinite, o próximo jogo da franquia, chegará ao mercado para Xbox One, Xbox Series X e Windows. Apesar de não levar nenhum número em seu nome, o game será uma sequência direta de Halo 5: Guardians. Nesta postagem, você confere algumas das coisas que podemos esperar do próximo lançamento da 343 Industries.

Mudança na narrativa
Apesar de ter um universo recheado de histórias ricas em complexidade, os jogos da série Halo costumavam trazer tramas relativamente simples e que podiam ser entendidas com certa facilidade. Entretanto, quando o estúdio 343 Industries assumiu o controle da franquia, as narrativas começaram a se tornar ambiciosas demais, buscando contar diversas histórias ao mesmo tempo sem realmente se aprofundar em nenhuma delas. Mesmo prestando atenção na história, as motivações dos personagens e as ameaças do jogo muitas das vezes não ficavam realmente claras, o que exigia que o jogador tivesse que consumir outras mídias para entender o jogo por completo.

Apesar de continuar a trama de Cortana e dos Guardians, Halo Infinite vem prometendo ser mais acessível e centrado, possibilitando um melhor desenvolvimento de sua história e personagens. Ao que tudo indica, os Banidos, vilões de Halo Wars 2, devem ter bastante destaque, o que é ótimo para a proposta da campanha, já que esses inimigos tem uma história mais simples do que a dos Prometheans, que tem sido os principais vilões desde Halo 4. Como o jogo também deve dar espaço aos outros antagonistas da série, nos resta saber se os Banidos conseguirão ser bem introduzidos e desenvolvidos.


Jogabilidade moderna e retrô
Sem dúvida, a jogabilidade dos títulos mais recentes é um aspecto que divide muito a opinião dos fãs. Enquanto alguns acham que os últimos games atualizaram muito bem o gameplay da série, outros acreditam que Halo se modernizou demais e perdeu sua essência. Agradar dois públicos que pensam de formas tão diferentes é uma tarefa difícil, mas Halo Infinite parece estar mirando em trazer uma jogabilidade com vários aspectos retrô, mas que também funciona em um jogo moderno - o que seria perfeito para não desagradar nenhum dos dois lados.

Ao mesmo tempo que trará a mecânica de sprint, que está presente em quase todos os FPS da atualidade (dividindo novamente a opiniões dos fãs), o game irá deixar de lado o sistema de mira apresentado em Halo 5 (que tirou muito da sensação que temos nos jogos antigos e não se mostrou necessário). Novas mecânicas também virão, como o gancho, possibilitando que o jogador puxe inimigos, escale locais ou colete itens específicos.


Mundo aberto
Halo sempre chamou a atenção pelos seus cenários grandes e bonitos, fazendo uma ótima mistura entre paisagens naturais e locais futuristas - apesar de serem bem diferentes, não destoavam muito entre si. Aos poucos, a série foi perdendo essa característica e cada vez menos víamos os grandes cenários nos níveis da campanha. Os games passaram a ser lotados de grandes bases tecnológicas, que pareciam muito mais exageradas do que as que costumávamos ver nos jogos mais antigos da saga. Muito embora combinem com a ideia de jogo futurista, não funcionavam bem dentro da franquia.

Essa mesclagem estará de volta em Halo Infinite junto do conceito de grandes mapas, que se expandiu para um real mundo aberto. Vida animal, belas paisagens naturais e até um ciclo de dia e noite serão elementos presentes no game. Ainda não sabemos exatamente como será o mundo aberto, mas provavelmente teremos elementos comumente vistos em jogos do gênero, como missões secundárias e muita exploração.


Multiplayer
Assim como acontece nos demais títulos, em Infinite também teremos um modo multiplayer, mas diferente do que se esperava, ele poderá ser jogado até mesmo por aqueles que não tenham o jogo principal, já que será free to play. Não sabemos muito sobre como isso vai funcionar, mas já tivemos a confirmação de que ele rodará em 120 fps no Xbox Series X. Sobre os modos de jogo, ainda não sabemos nada concreto.

No modo campanha, poderemos jogar em modo cooperativo com até três amigos pela Xbox Live, além da opção de coop local, que enfim retorna para a saga após ter sido removido em Halo 5: Guardians.


Pós-lançamento
Diferente de todos os outros jogos da série, Halo Infinite foi projetado para ter um gigantesco suporte após o seu lançamento. A ideia é fazer do game uma espécie de base para a franquia durante os próximos 10 anos: em vez de receber uma sequência, o jogo irá crescer com o tempo graças a adição de conteúdos adicionais.

Ainda não sabemos muito sobre essa ideia, mas é possível que o estúdio faça algo parecido com o que ocorreu em Halo Wars 2, onde as DLCs da campanha foram lançadas posteriormente, assim mantendo não só o multiplayer, como também o modo história vivo. Se esse conteúdo pós-lançamento será gratuito ou não é impossível de saber no momento. O que nos resta é esperar por um pronunciamento dos desenvolvedores.